Institucionais

Principais estratégias para mudança...

• Integração da advocacia “POR UMA OAB MAIS PLURAL”;

• Conquistar o protagonismo da OAB Joinville junto à sociedade;

• Transparência absoluta: divulgação do balancete mensal;

• Valorização e defesa das prerrogativas da Advocacia perante o judiciário, executivo, legislativo e sociedade;

• Viabilizar o atendimento preferencial para advocacia junto as repartições municipal, estadual e federal, incluindo canal para a composição com a defensoria pública;

• Desenvolvimento de políticas de inclusão da advogada e campanha permanente contra o assédio sexual e moral no sistema OAB e nas instituições correlatas (Universidades, Procuradorias e Judiciário);

• Programa contínuo de valorização da advocacia;

• Administração transparente com participação dos advogados/as no planejamento estratégico da Subseção;

• Assembleia anual dos/as advogados/as para temas relevantes da advocacia e da sociedade com adequação ao plano estratégico integrado;

• Não reeleição do presidente;

• Realização da confraternização anual da OAB Joinville;

• Canal permanente de comunicação com a Diretoria;

• Aprimoramento da revista digital;

• Ação conjunta com o Judiciário na busca da agilização da tutela jurisdicional, com a manutenção e aprimoramento do atendimento virtual/telefônico desenvolvido durante a pandemia, com retorno das atividades presenciais com segurança sanitária;

• Buscar junto à OAB Estadual e a CAASC a construção da sede social/recreativa para que os advogados joinvilenses possam ter um espaço para a prática de seu esporte favorito, lazer e espaço para eventos em família;

• Repactuar as verbas distribuídas entre as Subseções, defendendo a importância da 9ª Subseção;

• Abrir as portas da OAB Joinville para organizações sociais e instituições públicas;

• Atuar para melhoria das instalações do Fórum;

• Auxiliar na construção da sala dos advogados na Comarca de Garuva anexa ao Fórum;

• Transformar as comissões representativas das Comarcas de Garuva e Itapoá em delegacias da Subseção, transferindo autonomia de gestão e deliberações;

• Reforçar e profissionalizar autocomposição (mediação e conciliação) nos conflitos entre os colegas e entre clientes e advogados;

• Aprimorar o jovem advogado para sua integração rápida ao mercado de trabalho e assessoramento no desenvolvimento profissional;

• Criação da comissão de sociedades de advogados, com objetivo do desenvolvimento administrativo e estratégico;

• Fiscalização da captação indevida de clientes e fiscalização do exercício irregular da profissão;

• Criação nos primeiros seis (6) meses da gestão do primeiro planejamento estratégico integrado de toda Advocacia Joinvilense;

• Desenvolvimento do plenário virtual permanente para temas relevantes para debate e exposição de ideias;

• Debater a delimitação da aplicação da inteligência artificial (AI) no judiciário/advocacia e propor um marco ético;

• Controle de desperdícios no prédio da subseção e suas salas e utilização de material de expediente reciclado e sustentável;

• Pleitear a criação de novas varas especializadas na Comarca de Joinville;

• Priorizar a contratação de pessoas, respeitando a diversidade (gênero, raça, classe, pessoas com deficiência, etc), possibilitando a readequação dos/as funcionários/as da Subseção garantindo remuneração justa aos colaboradores com ampliação das funções e competência, com qualificação técnica do corpo, criando cargo de gestor administrativo da Subseção e consultor das comissões de estudo e assessoramento;

• Implementar a autogestão na Subseção e nas comissões, com elementos organizacionais da Holacracia e Sociocracia 3.0 (S3);

• Exigir que o Plano de Saúde da CAASC crie um conselho de usuários com usuários de todas as subseções.