• Luís André Beckhauser

ADVOCACIA 2020+


Advogada confrontando a ADVOCACIA 2020+
Advogada confrontando a ADVOCACIA 2020+

O ano de 2020 alterou a dinâmica de comunicação da sociedade e das relações interpessoais, ao mesmo tempo que o distanciamento físico mitiga a transmissão do vírus impõe a necessidade de comunicação por outros meios mais céleres, dinâmicos e econômicos, que não eram utilizados ontem em sua plenitude pelo comodismo e aversão as novas tecnologias.




O título escolhido advocacia 2020+, expressa o segmento do tempo no qual este artigo se refere, ou seja, março de 2020 até o final de nossa militância nos tribunais brasileiros, pois o cenário de interação com os clientes se modificou em uma velocidade inimaginável, muito embora as tecnologias fossem disponíveis com custo acessível e em sua maioria mais econômicas que o modo tradicional, eram utilizadas muito timidamente, sendo necessário esforço para seu uso, que muitas vezes soava como má vontade ao atendimento do cliente, entretanto todas elas foram incorporadas em poucas semanas no cotidiano de todos.


Esse artigo faz parte de um grupo de escritos que têm por objetivo mapear as principais mudanças no comportamento social que o advogado e a advogada devem conhecer para remodelar sua atuação, não se busca ensinar, alarmar ou profetizar quais serão os movimentos necessários dos colegas para a atual conjuntura social de relacionamento entre advogado e cliente, mas tão somente apresentar parte do panorama que o articulista percebe. Acredito que poucos artigos sobre o tema serão suficientes nesta tarefa, início com o tele trabalho e a comunicação com o cliente.


Com o trabalho remoto é necessário compreender que a dinâmica das relações com o mercado consumidor mudou, ou seja, modificou na mesma proporção que temos liberdade para outros afazeres durante o período comercial.


Hoje, precisamos deixar nosso telefone ligado pelo menos no horário comercial, respondendo imediatamente as demandas e as mensagens, manter a confirmação de recebimento de mensagens do WhatsApp habilitada é necessário.


Hoje temos que repensar a forma de trabalho e verificar se a advocacia é a escolha adequada para o resto da vida. Diferente do passado, a forma de contato com o cliente será instantânea, pois diferente do antigo modelo qualquer consumidor poderá substituir a tentativa de contato por outro profissional liberal no momento da pesquisa no google ou em qualquer outro repositório de contatos.


Assim, devemos possibilitar o contato por todas as ferramentas de comunicação disponíveis, priorizando a videoconferência, pois cria um elo mais forte entre os interlocutores, razão pela qual todos os princípios que uma reunião física devem ser simulados na virtual. As técnicas de apresentação em uma videoconferência merecem um artigo especifico, pois desde a escolha do fundo virtual até o posicionamento da câmera importarão profundamente na experiência e percepção do serviço que o advogado tem a oferecer refletindo na contratação, ganho financeiro e facilidade de obtenção das informações para preparação da demanda.


O Advogado deveria ser proativo no atendimento quando do contato por um possível cliente, impossível saber se uma simples mensagem resultará em uma demanda proveitosa financeiramente, porém pode gerar uma aproximação que acabará fechando um ótimo negócio em futuro próximo.


Diante disso, manter o telefone celular, whatsapp e demais sistemas de videoconferência sempre ativos, aproveitando dos recursos tecnológicos como redirecionamento de chamadas, disa, ura, pabx virtual e agendamentos automáticos pelo cliente, parecem ser as melhores práticas.


Estar em casa em 2020+ não será mais sinônimo de ócio criativo, mas sim de trabalho produtivo.



33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo